Conselho Nacional do Aşè Efon - CONAE

Você está em: Início

Conselho Nacional do Aşè Efon

Tombamento do Ile Ogun Anaeji Igbele Ni Oman

logo ase1

    Há anos, a Iyalorisà Maria de Xango vem lutando pela perpetuação do Ile Ogun Anaeji Igbele Ni Oman (Asè Oloroke Pantanal), e foi em 2016, num evento realizado pelo Afoxé Raiz de Verdade, em Duque de Caxias, que o sonho de iniciar o Tombamento do Asè saiu do papel. Por iniciativa do Secretário de Cultura de Duque de Caxias, Sr. André de Oliveira o processo começou a ser formado por uma Comissão, em Conjunto com a Ekedy Margarida de Osun, e foi levado para aprovação do Conselho de Cultura de Duque de Caxias, após a aprovação do Conselho, no dia 27/12/2016, o Exmo. Sr. Prefeito Alexandre Cardoso, assinou o Decreto nº 6737/2016 que reconhece o ILE OGUN ANAEJI IGBELE NI OMAN como Patrimônio Histórico Material do Município de Duque de Caxias - RJ.

  Com o tombamento o Asè Oloroke Pantanal passará a fazer parte do Mapa da Cultura Afro de Duque de Caxias, e o Museu Cristóvão Lopes dos Anjos terá visitas permanentes para adeptos e interessados na História da Nação Efon. 

  Essa é a primeira de muitas conquistas da parceira CONAE/Asè Oloroke Pantanal, em prol da Nação Efon e em prol dos Omo Efon. Awure!

 

 

View the embedded image gallery online at:
http://www.nacaoefon.com.br/portal/#sigFreeId5a91ff042d
 

Fundação do CONAE entra para a História

 15442212 311337735927457 4302708909006530118 nO dia 11 de dezembro de 2016 entrará para a história do Candomblé brasileiro, com a fundação do Conselho Nacional do Aşé Efon (CONAE), na casa mais antiga da nação, o Aşé Oloroke Pantanal.Várias lideranças do Oloroke estiveram presentes para participar e prestigiar esse momento com a matriarca, Mãe Maria de Şangò, que vê o conselho como uma forma de união do Candomblé Efon para a preservação de sua identidade histórico-cultural. Como a própria Mãe Maria diz: "Não queremos dizer qual casa está certa ou errada. Nem mandar no aşé de ninguém. Esse conselho é para documentar a nossa história e garantir a nossa identidade. É um espaço para todos do Aşé Oloroke". 

O Evento contou com a presença do Ilustre Ogan Gilberto de Eşù, filho de Diniz D'Oşun, e neto de Sr. Valdomiro Baiano (in memorian). Ogan Gilberto emocionou a todos com um momento de louvor a Ogun, Oşun e Sango, e se mostrou a disposição do CONAE para colaborar no projeto de unificação.

Outra presença marcante foi a do Exmo. Sr. André de Oliveira, Secretário de Cultura do Município de Duque de Caxias, figura importante no processo de tombamento do Aşè Oloroke Pantanal.


Logo após a fundação do CONAE, o Asè Oloroke Pantanal deu início ao Festival de Yemonjá. Outra festa que também ficará na história.

Texto de André Prado.

Como se filiar ao CONAE

- Como posso me filiar ao CONAE?

Existem duas formas de Filiação: Por Casa de Candomblé, e individual.

Os interessados deverão acessar esta página, e preencher os dados constantes do formulário.

Após o preenchimento, será enviado um e-mail marcando uma visita dos representantes do CONAE, para apresentação da documentação de filiação.

Outra forma de filiação é entrando em contato conosco, via telefone (21) 2699-6970, e agendando uma ida a nossa sede para preenchimento de formulário impresso e formalização da Filiação.

- Quais são as vantagens de ser filiado ao CONAE?

Filiado ao CONAE você e sua Casa de Candomblé serão reconhecidos pelo Asè Oloroke Pantanal, como pertencentes à Nação Efon.

Sabemos que sua casa já faz parte da Nação, desde o momento da Fundação dela, mas o que queremos agora, é documentar esse fato. Além disso os filiados terão descontos nos eventos promovidos pelo CONAE, como palestras, simpósios, entre outros.

- OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: Se o seu Ile Asè não possui registro (CNPJ), nós ajudamos na legalização, e até lá emitimos uma Carta de Autorização de Funcionamento. Com isso sua Casa poderá desenvolver todas as funções com a transparência da Lei.

A Filiação individual, só existe até o momento para Cargos (Sacerdotes, Ogans e Ekedjis), mas futuramente faremos a filiação para qualquer iniciado no Candomblé. Ressaltamos que a Filiação ao CONAE é gratuita e voluntária e nossos diretores não são remunerados. 

 

Copyright © Conselho Nacional do Aşè Efon - CONAE 2018